Publicado em 27.10.2016

A atuação dos nutrientes

A conquista da saúde deve ser um trabalho coletivo, resultante de atividade física, alimentação balanceada, cuidado com as emoções e suplementação nutricional. Esses fatores, de maneira sinérgica, fazem um ação otimizada no organismo. Especificamente nos  nutracêuticos, quanto mais variedades a pessoa puder  ingerir no dia a dia, mais saudável ela tende a ser. Abaixo um exemplo da ação conjunta dos nutrientes na saúde cardiovascular, cerebral e metabólica. Reunimos cinco suplementos do nosso mix (cártamo&coco, vitamina K2, Coenzima Q10, magnésio, ômega 3) e fizemos a inter-relação entre eles, analisando os benefícios que proporcionam.

O sistema cardiovascular é composto pelo coração e os vasos sanguíneos. É graças à circulação do sangue que nutrientes, oxigênio e hormônios são distribuídos para as células dos órgãos.

Aqui, o magnésio, atuante em mais de 300 reações bioquímicas do organismo, auxilia no funcionamento do músculo cardíaco. Avitamina K2 evita que o cálcio se acumule nas artérias e o enrijecimento dos vasos, melhorando a circulação sanguínea.  Oômega 3 ajuda no controle do colesterol e na inibição da formação de placas nas artérias. A coenzima Q10 fornece a energia necessária para as células musculares cardíacas, contribuindo para o equilíbrio dos batimentos do coração e fortalecendo todo o sistema.  

Quanto ao cérebro, para que esteja bem, é preciso que o sangue flua adequadamente para ele e circule no seu interior, proporcionando-lhe uma correta nutrição. Qualquer problema relacionado a isso, pode ocasionar doenças como o AVC e problemas como dificuldade de memorização, lentidão cognitiva, cansaço mental, etc. Importante: esse órgão consome 20% do sangue bombeado pelo coração. 

O ômega 3, rico em DHA (ácido docosahexaenoico) colabora nas funções físicas das membranas cerebrais, na qualidade dos  receptores, estimula as interações celulares e a atividade enzimática no cérebro. A vitamina K2 ajuda a diminuir os efeitos negativos dos radicais livres nos neurônios e  a estimular a produção de mielina (camada protetora das células cerebrais e nervosas). O magnésio, por agir na plasticidade e na densidade das sinapses do hipocampo, auxilia para que a memória e o aprendizado sejam melhores.

Já o metabolismo - totalidade dos processos químicos e físicos internos do nosso organismo – transforma nutrientes e outras substâncias em energia, que nos mantém vivos. Cerca de 60 a 70% desse "combustível" é usado nos processos vitais (respiração, ritmo cardíaco, termogênese corporal, etc) e aproximadamente, 10% no processamento dos alimentos ingeridos (da ingestão à absorção).

Para auxiliá-lo, os óleos de coco e o de cártamo possuem propriedades termogênicas (aceleradoras do metabolismo), ajudando na queima de gorduras. O cártamo é rico em vitamina E, um potente antioxidante que contribui para a diminuição dos prejuízos causados pelo excesso de radicais livres no organismo. Por danificarem e até matarem as células, eles podem causar doenças crônicas.A coenzima Q10 fornece energia para todas as células do nosso corpo e também é antioxidante. O magnésio é considerado um nutriente indispensável para a nossa saúde. Devido ao fato de participar em mais de 300 reações bioquímicas, a carência dele pode comprometer a qualidade dos processos metabólicos e o funcionamento do nosso organismo.

Com isso, podemos concluir que o bem-estar geral, além dos itens citados no início desse artigo, depende essencialmente da  quantidade e variedade ideais de nutrientes em nosso corpo. E você, tem dado atenção à isso?